Vereadores de SJB pleiteiam mais carros fumacês nas ruas

Foto: Paulo Pinheiro

A Saúde teve destaque na sessão da Câmara de São João da Barra desta terça (4). Visando combater a proliferação de mosquitos, o presidente da Casa, Aluizio Siqueira, solicitou o aumento do número de carros fumacês. “Sabemos o quanto os mosquitos estão infestando as residências neste momento; então, seria bom ter mais carros fumacês nas ruas, pois estamos numa época atípica, de muita chuva”, justificou. “Esse trabalho de combate é mesmo muito importante para não termos daqui a pouco uma epidemia”, completou Franquis Arêas.

O plenário aprovou outro requerimento de Aluizio, que solicitou ao provedor da Santa Casa, o retorno das cirurgias ortopédicas. Segundo ele, o provedor informou que o serviço foi interrompido na última semana porque houve um pedido de demissão de parte da equipe, mas que já está sendo providenciada a contratação de uma nova frente de trabalho.

Carlos Alberto Alves Maia (Caputi) requereu à Enel, a colocação de rede de baixa tensão na Rua Antônia Alves Gonçalves (antiga Estrada do Galinheiro) em Cajueiro, para possibilitar a instalação de braços de iluminação pública. Gerson Crispim (Gersinho) sugeriu à Secretaria de Transportes, que faça uma alteração no itinerário de ônibus no 5º distrito para atender a comunidade de Concha I com destino à sede.

Indicações – Cinco indicações foram aprovadas e serão encaminhadas ao Executivo, a quem cabe avaliar e providenciar a execução. Ronaldo Gomes pediu o calçamento da Rua Benedito Martins (Grussaí) e construção de uma pequena praça na Avenida Rotary, em frente à agência da Caixa Econômica. Elísio Rodrigues solicitou à Secretaria de Obras, que faça uma vistoria nas ruas de Barcelos e Roças Velha a fim de tapar os buracos causados pelas chuvas.

Franquis solicitou o calçamento e o nivelamento das ruas no Açu que se encontram danificadas e também a construção de uma passarela de acessibilidade na “Praia das Pedras” – como ficou popularmente conhecida a região no Açu que faz divisão com o porto. “Como o mar ali ficou mais calmo, hoje a ‘Praia das Pedras’ está mais frequentada do que o centro do Açu. Porém, da estrada até o mar a pessoa tem que caminhar de 200 a 300 metros”, explicou.

Fonte: Ascom

 

Comente