SÃO JOÃO DA BARRA – A CIDADE

São João da Barra é um município da mesorregião do Norte Fluminense, no estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Ocupa uma área de 458,611 km², contando com 35 595 habitantes (2009). Foi criado no ano de 1677.

A proximidade com a cidade de Campos, uma das maiores do Norte fluminense, garante movimento intenso nas praias de São João da Barra nos finais de semana e na alta temporada.

A mais concorrida é a de Grussaí, a nove quilômetros do Centro, contornada por lagoas, bares e quiosques. No verão, Grussaí é cenário de shows e eventos que reúnem turistas de Minas Gerais e do Espírito Santo.

Ao longo dos 32 quilômetros de orla de São João espalham-se ainda as praias de Atafona – com areias monazíticas e onde o encontro do rio com o mar forma um grande delta -, a do Chapéu do Sol e a da Barra do Açu, procurada para a prática da pesca de anzol e de rede em função do mar sempre calmo.

História

Até a chegada dos portugueses ao Brasil, no século XVI, toda a região da foz do Rio Paraíba do Sul era ocupada pelos índios goitacá . A partir de 1630, a região passou a ser colonizada por pescadores provenientes de Cabo Frio. Data, dessa época, a construção da Ermida de São João Batista, que daria origem à Vila de São João Batista da Barra. No século XVIII, a vila tornou-se um importante ponto de passagem para o açúcar proveniente de Campos dos Goytacazes em direção a Salvador. Em 17 de junho de 1850, a vila foi elevada à condição de cidade por decreto do imperador brasileiro dom Pedro II. Após um período de decadência durante a maior parte do século XX, a cidade voltou a prosperar com a descoberta de petróleo na Bacia de Campos no final desse século .

Subdivisões

A cidade possui seis distritos:

  • 1° Grussai
  • 2° Sede
  • 3° Atafona
  • 4° Cajueiro
  • 5° Pipeiras
  • 6° Barcelos

Turismo

São João da Barra conta com diversas praias turísticas, como: Praia de Grussaí, Praia de Chapéu de Sol, Praia do Açu e Praia de Atafona, conhecida pelas ruínas de casas transgredidas pelo mar, tornando submersas algumas ruas da região, além da Lagoa de Iquipari e Lagoa do Salgado.

O Sesc Mineiro Grussaí e o Pontal de Atafona (local de encontro entre o Rio Paraíba do Sul e o mar) também constituem pontos de interesse à visitação. É uma cidade calma, tranquila, à beira-mar.

No verão de 2008, a cidade recebeu cerca de 400 000 turistas, principalmente da região de Campos dos Goytacazes e dos estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais. São João da Barra também contém uma grande quantidade de Fauna e Flora.

Transporte

A BR-356 é a sua principal rota de acesso, ao ligar a cidade de Campos dos Goytacazes à São João da Barra. A cidade é servida por uma empresa de ônibus, que tem linhas municipal e intermunicipal. No verão, a empresa coloca à disposição dos moradores e turistas um ônibus do tipo “jardineira”, que faz principalmente os itinerários ligados às praias.

Há também o transporte alternativo, ligando o centro à outros distritos como Atafona e Grussaí e vice-versa.

Outros meios de transporte bastantes utilizados em São João da Barra são as pequenas embarcações que transportam moradores para as ilhas fluviais bem como para o município vizinho de São Francisco do Itabapoana. Escunas turísticas são bem utilizadas por visitantes e turistas, que desejam conhecer o delta do Rio Paraíba do Sul e os manguezais.

Fonte: Wikipedia / feriasbrasil.com.br

sombra-base-conteudo