Coreia do Norte avisa que guerra nuclear pode começar a qualquer momento

Embaixador adjunto da Coreia do Norte na ONU crítica Estados Unidos de “ameaça nuclear direta” e afirma que situação na península é “delicada”

Foto: KCNA/Reuters

A situação na península coreana é “delicada” e “uma guerra nuclear pode começar a qualquer momento”. A análise foi feita pelo embaixador adjunto daCoreia do Norte na Organização das Nações Unidas, Kim In Ryong, que, em tom de ameaça e em meio a críticas aos Estados Unidos, fez a declaração nesta segunda-feira, em discurso no Comitê de Desarmamento da Assembleia Geral da ONU.

Ryong afirmou que a Coreia do Norte é o único país do mundo a estar sob “ameaça nuclear extrema e direta” dos Estados Unidos desde os anos 1970, e que o país tem o direito de manter um arsenal nuclear para se proteger, segundo informa a agência Associated Press. O diplomata disse que Pyongyang apoia a “erradicação de armas nucleares e os esforços para que esse fim seja atingido em todo o mundo”, mas cobra a mesma posição de Washington.

“A não ser que a política hostil e a ameaça nuclear americana sejam completamente eliminadas, nunca, sob nenhuma circunstância, negociaremos nossas armas nucleares e mísseis balísticos”, declarou Ryong, que acusou os Estados Unidos de elaborarem uma “operação secreta com o objetivo de remover nosso líder supremo”. O diplomata foi enfático contra os supostos planos de Washington: “a totalidade do território continental americano está ao nosso alcance de fogo. Se os Estados Unidos ousarem invadir nosso território sagrado, não escaparão de um severo castigo em qualquer parte do mundo”.

Fonte: Veja

 

Comente