Hemocentro Regional de Campos precisa com urgência de doadores de sangue

Foto: Divulgação/Prefeitura de Campos

O Hemocentro Regional de Campos está com estoque crítico há vários meses e precisa, com urgência, de doadores de todos os tipos sanguíneos. Por causa do baixo número de doações, cirurgias eletivas estão sendo adiadas, com o sangue sendo direcionado apenas aos casos de emergência atendidos pelo Hospital Ferreira Machado (HFM). Na última sexta-feira (12), o número de doações não chegou a 25, sendo que a média ideal são 70 bolsas de sangue diárias.

Segundo o gerente administrativo do hemocentro, Luciano Costa, as doações são sempre críticas em época de tempo frio, chuvoso. “A população só começa a reagir quando as cirurgias estão paradas. Os familiares e a cidade passam a se mobilizar e o estoque começa a registrar certa melhora. Recentemente, várias pessoas de Aperibé vieram ao Hemocentro Regional doar sangue porque um menino estava precisando e se comoveram. Isso pra gente é ótimo”, disse.

Para doar, basta apresentar documento de identidade com foto, ter boas condições de saúde, peso superior a 50 kg, idade entre 16 e 69 anos, não estar em jejum e não ter ingerido alimentos gordurosos nas últimas três horas. Menores de 18 anos devem levar o responsável legal. O intervalo entre uma doação e outra é de 60 dias para homens e 90 para mulheres.

O hemocentro funciona diariamente — inclusive sábados, domingos e feriados — das 7h às 18h. Nos próximos dias, a Unidade de Coleta Móvel estará nos seguintes pontos: Hospital Álvaro Alvim (16); São Fidélis (18) e Igreja Presbiteriana da Tapera (20).

Fonte: Folha da Manhã

 

Comente