mini-elderOpinião

Elder Amaral

facebook

twitter

youtube

colunas

O futuro que nos pertence

“Se o presente é de luta , o futuro nos pertence.” Che Guevara

futuro-mundolivre-300x245

Foto: Divulgação

Uma diversidade de problemas vem afetando nosso País de uma forma avassaladora e isso pode ser chamado de o começo de uma ‘Crise’. Afirmo ser o começo, pois ainda estamos em um processo de iniciação grave que parece ser infinita.

Manifestações deram o alerta do péssimo momento em que os brasileiros estavam vivenciando e muitos de alguma forma ainda não estão encontrando soluções para controlar o crescimento das perdas que o Brasil está tendo dia após dia.

A economia gera o mundo, eu sei! E é por isso que vários confrontos estão acontecendo. Um salário pequeno para um grande aumento no consumo de cada ser humano. Esse é o primeiro passo para analisar o grave problema. Como uma família vai sobreviver pagando preços absurdos como luz e água, que são coisas diárias para sobrevivência, sem contar a alimentação?? Tudo subiu menos o salário. Essa é uma verdadeira crise.

Após isso, vem o aumento na gasolina, nos medicamentos, até na cerveja que é um produto onde muitos encontram o desapego dos problemas tomando uma ‘geladinha’. Onde esse aumento vai parar?

Os nossos representantes políticos estão se destacando nas manchetes dos jornais com bastantes envolvimentos em desvios de dinheiros, pensando somente no poder. Essa onda de manifestação que não acabou parece não ter prazo para ser encerrada e isso vem dando fortes dores de cabeça ao povo brasileiro.

Também não podemos deixar de destacar o aumento na criminalidade, dos problemas entre policiais e bandidos, ou seja, a mudança que virou uma grande bola de neve. Novas doenças também estão surgindo e a cada dia presenciamos menos médicos para atender uma demanda assustadora tanto no público quanto no particular.

O futuro que nos pertence para ser bem diferente do pensávamos ser quando ainda éramos pequeninos. Tudo está mudando e pelo visto, para pior.

Se colocarmos em uma balança o lado bom do mundo e o ruim, sem dúvidas, os problemas pesarão bastante.

Mas, qual seria o lado bom do mundo?

 

colunas

O que está acontecendo?

tumblr_l6p540je2p1qcgm0no1_500

Foto: Divulgação

O Brasil que sempre esteve em um grande patamar, atualmente busca se reerguer para não entrar em guerra. Como se já não bastasse a eletrizante falta de educação, saúde e transporte, estados como São Paulo e Rio de Janeiro iniciam uma luta pela água. Sim, a água! O Rio Paraíba do Sul registrou a cota mais baixa desde que a régua foi instalada, em 1922, enquanto São Paulo está praticamente na seca.

Chuva em São Paulo não resolve falta d’água, novo vírus mata quase mil pessoas no oeste da África, eleição se aproximando e como dizia o saudoso Cazuza ‘O tempo não Pára’.

Não posso deixar de comentar da violência que cresce assustadoramente. É impossível não ficar sabendo de uma morte por dia em todo o país, seja ela de algum acidente ou pela brutal guerra do ser humano em busca da ‘sabedoria’.

A certeza de que todos irão morrer estão bem mais próximas do que imaginam. Sair pelas ruas hoje é um enorme perigo que se corre. Poderemos ser mortos por bandidos em uma tentativa de assalto, em um acidente devido ao corre-corre do dia a dia ou até mesmo ser surpreendido por um avião caindo sob sua cabeça na esquina de sua casa.

Medo! É uma palavra que define todo esse modo assustador que tem atordoado a vida de cada ser humano que tenta lutar diariamente para conseguir sobreviver.

Tragédias anunciam que profecias bíblicas estão se cumprindo em nossos dias. E você, acredita?

A realidade vem preocupando milhares de pessoas no mundo inteiro que com o avanço da internet vem informando cada indivíduo em tempo real dos fatos acontecidos no nosso cotidiano.

Enquanto muitos aproveitam o tempo para curtir uma balada para fugir da rotina diária, outros procuram a fé para amenizar a dor da perda ou, certamente, seguir ao lado de seu Deus em busca da salvação.

A pergunta é: Onde vamos parar?

 

colunas

Ônibus double decker da 1001 passará a operar em SJB

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A Secretaria de Transporte e Trânsito de São João da Barra objetivando melhorar a ordenação do espaço público e a mobilidade urbana está desenvolvendo estudo técnico de viabilidade para adequação da sinalização visando uma melhor condição e segurança de tráfego dos veículos de grande porte, no Centro.

O subsecretário e o gerente da pasta, Leandro Ferreira e José Renato Rangel, dando prosseguimento ao estudo, efetuaram uma visita técnica de planejamento preventivo de acidentes nos locais de manobra e estacionamento de veículos longos, na última quarta-feira, 28. Representantes da empresa que faz o transporte intermunicipal para o Rio de Janeiro, o gerente regional, João Vieira, e o supervisor operacional, Tiago Azevedo, estiveram presentes.

Segundo o subsecretário Leandro essa visita técnica ocorreu estrategicamente nas ruas de entorno da Rodoviária Municipal, seguindo pela Barão de Barcelos até a BR 356, justamente no trajeto em que o ônibus double decker, passará a operar. “Esse coletivo por ser de grande porte (14 metros de comprimento e 4,20 metros de altura), precisa de área para manobrar e nossa equipe técnica já está estudando as possibilidades viáveis nesse trecho”, comentou Leandro, acrescentando que essa medida vai favorecer também o tráfego de caminhões.

– Como acreditamos no potencial de desenvolvimento econômico da região, investimos na disponibilização deste coletivo que oferece um serviço confortável e de qualidade prestado aos usuários desta linha intermunicipal – disse o gerente regional, João Vieira, que tem a previsão de operacionalização do novo ônibus para próxima quarta-feira, 5 de julho.

O supervisor operacional, Tiago Azevedo, informou que o ônibus double decker, estará disponível nos horários:  07h35 (Rio de Janeiro – São João da Barra) e 16h30 (São João da Barra – Rio de Janeiro). “Estaremos disponibilizando um veículo executivo, contendo semi-leito na parte de cima e leito na parte de baixo, com preço de convencional”, comentou Tiago fazendo referência à tarifa promocional de R$ 90,33 (SJB-Rio) e R$ 95,63 (Rio-SJB).

Nos outros horários, 6h (SJB-Rio) e 16h01 (Rio-SJB), permanecerão os coletivos convencionais que já faziam tradicionalmente este itinerário. “Caso tenhamos uma boa aceitação dos usuários é bem provável que possamos disponibilizar o ônibus double decker para outros horários também”, destacou Tiago.

colunas

Porto do Açu recebe outro navio do Panamá

 

b9203dc9-1e5b-45da-be1e-c5682aca0b56

Foto: Parahybano

Outro navio do Panamá está atracado no Porto do Açu, desta vez o Lumen chegou ao Terminal 1 (T1 – offshore) no último sábado, 09, e seguiu na manhã desta segunda-feira, 11, para o Oriente Médio. Segundo o site Marine Traffic, há previsão de no total de 15 navios chegarem ao Porto ainda neste mês.

O navio NAVIOS LUMEN (IMO: 9500637, MMSI: 354700000) é um navio bulk carrier construído em 2009 e atualmente navegando sob bandeira da Panamá. O NAVIOS LUMEN tem 292 metros de comprimento e 45 metros de boca. A sua tonelagem bruta é 94817.

9e8740b2-c309-4fb5-993e-cefd0c704c60

Foto: Parahybano

Pelo menos, três navios do Panamá já chegaram ao Porto. O navio LOWLANDS ERICA (IMO: 9345611, MMSI: 372480000) que é um navio bulk carrier construído em 2007 e atualmente navegando sob bandeira da Panamá chegou na última terça-feira, 28. O LOWLANDS ERICA tem 280 metros de comprimento e 45 metros de boca. A sua tonelagem bruta é 89603.

No último dia 17 de junho, o Parahybano divulgou que o navio Frontier Kotoboki (IMO: 9532082, MMSI: 355036000) que é um navio bulk carrier construído em 2011 e atualmente navegando sob bandeira da Panamá atracou no último dia 12, pela segunda vez no Complexo Portuário do Açu AQUI . A primeira vez em que este navio chegou ao Porto foi no último dia 20 de agosto de 2015, conforme divulgado com exclusividade AQUI.

Foto: Parahybano

Foto: Parahybano

Desde o início de outubro do ano passado, o Terminal 1 (T1 – offshore) vêm recebendo dois navios simultaneamente. Grandes navios já atracaram no porto para embarque de minério de ferro desde sua a inauguração, em outubro do ano passado, gerando expressivos tributos para a cidade que recebeu o grande complexo portuário. AQUI .

Porto

O T2 está instalado no entorno de um canal para navegação, que conta com 6,5 km de extensão, 300 metros de largura e profundidade de, pelo menos, 10 metros em toda a sua extensão, chegando a 14,5 metros na sua maior profundidade. Neste terminal estão instaladas e já operando as empresas Technip, NOV, Wartsila e Intermoor. Ainda este ano, estão previstos entrar em operação o terminal da BP Prumo para comercializar combustíveis marítimos (bunker), o terminal da Petrobras na base de apoio da Edison Chouest Offshore e o terminal de cargas gerais (TMULT).O T1 é dedicado à movimentação de minério de ferro e petróleo. Operacional desde outubro de 2014, o terminal já embarcou mais de 20 navios capesizes de minério de ferro para a Anglo American. As operações de petróleo terão início em 2016 e poderão receber navios VLCCs. Recentemente, foi assinado um contrato para transbordo de petróleo com a BG por 20 anos, para movimentação de um volume médio 200 mil barris por dia.

Novos Terminais

O Terminal de Combustíveis Marítimos do Açu (TECMA), começou a operar neste mês com a comercialização de combustível marítimo sob a marca BP Marine. Parceria entre a Prumo e a BP, o terminal oferece serviços de abastecimento de combustíveis para embarcações que estiverem no Porto do Açu e clientes operando na região. A operação deste terminal é um marco para o Porto do Açu, que irá se configurar como a melhor opção para abastecimento no estado do Rio de Janeiro.

O Terminal Multicargas (T-MULT) está instalado no Terminal 2 (terminal onshore) do Porto do Açu. Representando uma nova alternativa de escoamento para o Sudeste brasileiro, o T-MULT possibilita o acesso direto de clientes instalados na retroárea a um terminal portuário, desenvolvendo o complexo industrial do porto e concretizando o conceito porto-indústria. Com este conceito, o Porto do Açu traz para o Brasil uma solução integrada que visa atender em um único lugar todas as necessidades dos clientes, oferecendo competividade, serviços com qualidade e reduzindo o risco Brasil.

Já o Terminal de Petróleo (T-OIL), é uma parceria da Prumo com a alemã Oiltanking, que está iniciando suas operações de comissionamento. Com atuais 20,5 metros de profundidade, e expansão prevista para 25 metros, o T-OIL está licenciado para movimentar 1,2 milhão de barris de petróleo por dia e é o único terminal privado no país para operação de transbordo de petróleo. Com 3 berços disponíveis ao longo de 1,4 km de quebra-mar, no terminal serão realizadas operações em área abrigada, que possibilita uma operação segura e rápida, com eficiência e redução de custos para os clientes. O resultado é o aumento da competitividade do petróleo brasileiro. Além disso, a operação no Porto do Açu reúne características de alto nível que oferecem atendimento de qualidade para toda a indústria de óleo e gás.

 

 

Leia também: Navio Rini atracado no Porto do Açu

Mais um navio do Panamá no Porto do Açu

Dois navios atracados no Porto do Açu

Navio do Panamá atraca pela segunda vez no Porto do Açu

Novos terminais no Porto do Açu somam R$ 1,5 bilhão em investimentos

Centésimo navio atraca no Porto do Açu, em SJB

Dois navios atracam simultaneamente no Porto do Açu

Navio da Libéria atraca no Porto do Açu

Quinquagésimo navio atraca no Porto do Açu

Navio da Grécia atraca no Porto de Açu

Dois navios atracam simultaneamente no Porto do Açu

Navio Sagittarius atraca no Porto do Açu

Porto do Açu recebe navio da Filipinas

Navio “TANGO” atraca no Porto do Açu

Navio da Grécia atraca no Porto de Açu

Mais um navio atraca no Porto do Açu

Navio Frontier Queen atraca no Porto do Açu

Vigésimo nono navio atraca no Porto do Açu

Segundo navio da Grécia atraca no Porto do Açu

Terminal 1 do Porto do Açu completa um ano em operação

 

colunas

A derrota que já era visível

Tanto tempo esperando por um momento de evolução, de alegria, de felicidade, e os brasileiros conheceram na noite desta terça-feira, 08, a dor de uma derrota dentro de sua própria casa. Triste, muito triste… Tantos problemas para serem resolvidos em apenas uma vitória, a do futebol. Lamentável!  Agora, a culpa é de quem?

Neymar, a esperança dos brasileiros, era considerado o melhor jogador da geração brasileira, mas teve uma vértebra fraturada nas quartas de final, contra a Colômbia, numa joelhada de Zuñiga e ficou impossibilitado de continuar a jogar.

A Alemanha que jogou muito bem decidiu o jogo em apenas 29 minutos do primeiro tempo. Já a Seleção Brasileira, fez um jogo horrível com uma goleada recheada de dor e lamentação, levando cinco gols e sem nenhum chute ao gol nos primeiros 45 minutos.

O desespero tomou conta dos jogadores no primeiro tempo, já no segundo não soube contornar a situação lastimável em que se encontrava nosso Brasil. Diversos torcedores e políticos investiram bastante no grande futebol deixando de lado, principalmente, a saúde, educação e o transporte.

Brasileiros sonhavam, acreditavam na vitória de um grande mundial, mesmo que no segundo tempo tudo pudesse mudar, mas não! Um único gol foi feito para tentar diminuir o sofrimento dos torcedores.

Nas redes sociais a chufa é grande, pois o sonho virou pesadelo e agora é seguir em frente na disputa da terceira colocação.

 

sombra-base-conteudo