Dia Nacional da Cultura será comemorado em SJB – Veja programação

Exposições, apresentações de dança, curtas-metragens e Coral Municipal serão as atrações ao longo do dia na Casa de Cultural João Oscar e no Palácio Cultural

Foto: Elder Amaral

A Secretaria de Educação e Cultura de São João da Barra vai comemorar o Dia Nacional da Cultura, nesta terça-feira, 5,  com  programação na Casa de Cultura João Oscar do Amaral Pinto (antiga Casa de Câmara e Cadeia) e no Palácio Cultural Carlos Martins. Os eventos acontecem durante todo o dia, com exposições, apresentação de dança, curtas-metragens e do Coral Municipal.

Em parceria com a Uenf, a Casa de Cultura João Oscar recebe a Exposição Fotográfica Itinerante Prêmio Pierre Verger- Edição 2016. A abertura oficial será às 10h e as visitas acontecem até as 17h. A mostra é uma iniciativa da Unidade Experimental de Som e Imagem (Uesi), vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Políticas Sociais (PPGPS-CCH) da Uenf em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Cultura de São João da Barra.

No Palácio Cultural Carlos Martins às 10h, 14h e 20h, acontecem as sessões de curtas-metragens com as produções: “As Guerras da Conquista”, documentário com duração 26 minutos do diretor Luiz Bolognesi – Ano: 2018, e “Cadeia Alimentar”, produzido pela Funil Produções, duração 18 minutos e classificação 12 anos.

A partir das 18h tem aulão de zumba e, em seguida, às 19h, apresentação do Coral Municipal e abertura das exposições: “Antigo Corredor Cultural”, “Olhares para São João da Barra” e “Palácio Cultural: Antes e Depois”. Encerrando a programação, às 19h30, aulão temático de dança do ventre.

Dia Nacional da Cultura é celebrado anualmente no dia 5 de novembro. Estabelecido por lei em 1970, marca o aniversário de nascimento do jurista, político, escritor e diplomata Rui Barbosa (1849-1923).

O prêmio Pierre Verger – No ano do falecimento do antropólogo e fotógrafo Pierre Verger, 1996, nascia o Prêmio criado pela Associação Brasileira de Antropologia, em reconhecimento ao seu legado nos campos da imagem, etnologia e religiões de matriz africana.

Fonte: Secom – SJB

 

Comente